Diário de Viagem: Amsterdã – Vondelpark e Casa da Anne Frank


IMG_0082

Ah, Amsterdã! O nosso próximo destino da viagem não podia ser melhor! A capital holandesa é uma cidade que surpreende bastante e que é ainda mais bonita quando conhecida pessoalmente. Totalmente cercada por canais, Amsterdã é um plano de fundo maravilhoso para fotos e um local cheio de atrações imperdíveis de se visitar. Como muitos já sabem, é um costume dos habitantes holandeses de usar a bicicleta como meio de transporte principal. Fiquei impressionada com a tamanha quantidade de bicicletas na rua e a organização deles na hora de se locomoverem pela cidade. Imagine que na rua estão as bicicletas, ônibus, carros, o tram (tipo um trenzinho) e os pedestres e mesmo assim tudo é muito organizado, com direito até a sinal vermelho para os ciclistas esperarem os pedestres atravessar! hahaha.

IMG_0042

unnamed (7)

unnamed (8)

Para conhecer a cidade, nós (novamente) usamos o ônibus de turismo Hop on/Hop off, que passa pelos principais pontos turísticos e permite que você desça e suba do ônibus quando quiser. No nosso primeiro dia, preferimos parar só em alguns locais do tour e deixar para parar nos outros no dia seguinte. As paradas desse dia foram o Vondelpark e a Casa da Anne Frank!

Processed with VSCOcam with c1 preset

unnamed (6)

DCIM100GOPRO

O Vondelpark é o Central Park holandês. Foi nomeado em homenagem a um escritor neerlandês chamado Joost van den Vondel e é o principal ponto para os habitantes fazerem exercícios como corridas e praticar golfe. O ambiente do parque é realmente confortável e lindo para tirar fotos. No entanto, durante minha pesquisa sobre o local e levando em consideração a “liberalidade” de Amsterdã, li que lá é permitido fazer sexo ao ar livre desde que sigam as regras pré estabelecidas do local. Hahahaha, ainda bem que eu não me adentrei muito no parque, né??

IMG_9090

Processed with VSCOcam with c1 preset

Processed with VSCOcam with c1 preset

Nossa próxima parada foi a famosa Casa da Anne Frank que, por mim, é um ponto turístico que não pode deixar de ser visitado. É uma das atrações mais conhecidas da cidade em razão do seu grande valor histórico e por interessar visitantes de todas as idades. Mesmo que você não tenha lido o Diário de Anne Frank no Ensino Fundamental (rs), é bastante provável que conheça a triste e difícil situação que Anne e sua família passaram durante a perseguição aos judeus pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. O edifício em que ela e sua família se esconderam foi preservado e transformado em museu para que as pessoas pudessem sentir bem de perto o que Anne passou. A visita foi realmente reflexiva e única.

Apesar dos relatos de que a fila para entrar no museu era gigante, acho que nós não chegamos a ficar 15 minutos esperando para visitar a casa. Infelizmente não é permitido tirar fotos lá dentro mas imagino que se vocês assistiram A Culpa é das Estrelas já dá pra ter uma boa noção de como o museu é por dentro. Ah, falando no filme, realmente temos que subir aquele bando de escadas para chegar no topo, mas diferentemente da última escada que a Hazel tem que subir (aquela que parece uma escada de construções mesmo), a usada pelos visitantes é bem mais tranquila e acessível. A usada pelos personagens do filme está lá mas fica fechada para o público. Acho que colocaram no filme para dar mais uma tensão mesmo, hehe.

Bom, é isso! hehe. As fotos desse dia não ficaram com a qualidade muito boa porque eu tinha esquecido meu memory card no hotel então tivemos que usar a câmera da minha irmã, que não é profissional e as fotos do iphone mesmo.

Espero que tenham gostado do primeiro dia em Amsterdã! Ainda vem muita coisa legal por aí!

to be continued

Anúncios

4 comentários sobre “Diário de Viagem: Amsterdã – Vondelpark e Casa da Anne Frank

  1. Que lindo!! parece ser tão apaixonante ♥ Casa da Anne Frank, me lembrei na hora de “A culpa é das estrelas” aonde o Gus e a Hazel vão justamente pra Amsterdã e visitam a casa.. parece ser tudo lindo por lá :)

  2. ai meu deussssss que parque lindo! Me fez lembrar um pouco o Volksgarten, em Viena, que também é uma beleza só. Sobre a Anne, um dos lugares que quero conhecer é esse museu. Acho que choraria se entrasse no quarto, visse a parede em que eles ficaram escondidos, sei lá, sou meio sensível com essas coisas, rs.

    Adorei o post! Aproveite a viagem (e sempre nos conte kkk)
    Beijo
    http://rafaellaribeiro.com

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s